domingo, 9 de abril de 2006

Que vocês estivessem aqui...

Hoje não estou legal. Queria escrever, mas não consigo. Passei boa parte da madrugada pensando nas separações que aconteceram na minha vida e só consigo chorar. Músicas dizem muito de nós. Essa pode dizer algumas coisas do agora:


Wish You Were Here
Pink Floyd


So, so you think you can tell
Então, então você acha que consegue distinguir
Heaven from Hell,
O céu do inferno,
Blue skies from pain.
Céus azuis da dor.
Can you tell a green field
Você consegue distinguir um campo verde
From a cold steel rail?
De um frio trilho de aço?
A smile from a veil?
Um sorriso de um véu?
Do you think you can tell?
Você acha que consegue distinguir?
And did they get you to trade
Fizeram você negociar
Your heros for ghosts?
Seus heróis por fantasmas?
Hot ashes for trees?
Cinzas quentes por árvores?
Hot air for a cool breeze?
Ar quente por uma brisa fria?
Cold comfort for change?
Conforto frio por mudança?
And did you exchange
Você trocou
A walk on part in the war
Um passeio por um papel na guerra
For a lead role in a cage?
Por um papel principal numa jaula?

How I wish, how I wish you were here.
Como eu queria, como eu queria que você estivesse aqui
We're just two lost souls Swimming in a fish bowl,
Somos apenas duas almas perdidas nadando num aquário,
Year after year,
Ano após ano,
Running over the same old ground.
Correndo sobre este mesmo velho chão.
What have we found?
O que encontramos?
The same old fears.
Os mesmos velhos medos.
Wish you were here.
Queria que você estivesse aqui.

12 comentários:

Lorena Verli disse...

Saudades! Saudades! Saudades! Saudades! Rô, você não tem idéia do quanto eu estou morrendo de saudades de você, da irmãzinha, do Fellipones, de todo mundo... Isso aqui é um vazio, uma solidão... Dá vontade de voltar para casa o tempo todo... Mas eu continuo aqui, escrevendo, sempre e sempre. A separação é um mal necessário nesse momento. Eu sei que mais para a frente tanto eu quanto a Erikita voltaremos para o nosso lugar. Mas tem que ser no momento certo (com certeza ela mais cedo que eu). Eu sei que machuca e dói, mas como minha querida mãezinha diz... Você nasceu grudada só em mim, e eu cortei o cordão, então viva e aproveite enquanto as portas estão se abrindo para você. Amo você irmãozinho, de montão... Saudades! Saudades! Saudades!

Erika disse...

Ai, Marling...Faz assim não. Vou passar vergonha aqui na Lan House, chorando...rs. Tu bem sabe como tá doendo muito ficar longe de vc. Tem horas que me desespero...Vc tem acompanhado o drama...Mas acredito muito em nós, e é isso que me dá força pra continuar aqui...Te amo muito, muito, muito...

Hebert Regis disse...

Este é um momento difícil para todos nós, sem exceção. Creio que estes momentos sejam necessários. Então, força. Só coisas boas nos espera. E conte comigo!! Abraços.

Fellipe Fernandes disse...

Ah Rodrigo... eu sei que você escreveu isso aqui pra Erika, mas vou tomar emprestado pra mim tb! Como vocês todos me conhecem, não preciso esconder mais: as vezes eu penso que ninguém aí se importa mais comigo e que estou aqui largado...rs Eu tenho essa mania de perseguição! Por que você não me ligam tb?????? eu tenho saudades, mas preciso dividir as contas...rs Então, se eu leio "queria que vc estivesse aqui", eu fico feliz... que besta que eu sou... acho que é por isso que eu sou tão pisado desse jeito...rs... mas é assim mesmo... Queria estar aí tb. Queria que todos estivessem aqui comigo... POr mais que tudo esteja legal, eu etsou sofrendo essa distância... Ah! que chato estou hoje... estou com saudades, meu amigo! Vê se não esquece de mim não... Eu sei que o baiano, a Ana, as ligações para Erika e para a Lorena te preenchem muito bem, mas eu tb estou aqui, viu? pra o que der e vier, lembra? Abração!!!!

Lorena Verli disse...

Algumas vezes, enquanto eu estou aqui, sinto uma vontade de ligar para você e para a Erikita, mas me contenho. Ligações interurbanas ficam caras! Eu sinto a falta de poder fazer isso... ligar só para dizer oi e tchau. Engraçado como a gente não repara nessas coisas quando elas estão na nossa frente. Dá para acreditar que estou com saudades até do seu mau-humor? Mas eu ainda acredito que todos nós poderemos voltar para Goiânia em determinado momento para trabalharmos e construírmos nossas vidas. Rô, isso aqui pode ser o sonho de muitas pessoas, especialmente na nossa área, mas não é o que eu desejo para o meu futuro. Não me vejo construíndo uma família aqui! É difícil encontrar pessoas especiais, que façam por onde merecer o esforço de uma amizade. E é difícil para mim não compará-los quando eu tenho grandes e ótimos parâmetros como você, a Erikita, o Fê e tantos outros. Nossa turma é especial e, mesmo separada, continua guardada no meu coração. Não tem um dia que eu não olhe para a foto de todos juntos e não sinta que estou dando duro agora para mais na frente poder reencontrar todos vocês. A incerteza da minha vida daqui para frente me deixa insegura sobre os passos que dou, mas sei que independente dos resultados que eu obtenha aqui, sempre terei grandes pessoas olhando por mim. Me orgulho de todos vocês! Bjão, irmãozão...

Lorena Verli disse...

Algumas vezes, enquanto eu estou aqui, sinto uma vontade de ligar para você e para a Erikita, mas me contenho. Ligações interurbanas ficam caras! Eu sinto a falta de poder fazer isso... ligar só para dizer oi e tchau. Engraçado como a gente não repara nessas coisas quando elas estão na nossa frente. Dá para acreditar que estou com saudades até do seu mau-humor? Mas eu ainda acredito que todos nós poderemos voltar para Goiânia em determinado momento para trabalharmos e construírmos nossas vidas. Rô, isso aqui pode ser o sonho de muitas pessoas, especialmente na nossa área, mas não é o que eu desejo para o meu futuro. Não me vejo construíndo uma família aqui! É difícil encontrar pessoas especiais, que façam por onde merecer o esforço de uma amizade. E é difícil para mim não compará-los quando eu tenho grandes e ótimos parâmetros como você, a Erikita, o Fê e tantos outros. Nossa turma é especial e, mesmo separada, continua guardada no meu coração. Não tem um dia que eu não olhe para a foto de todos juntos e não sinta que estou dando duro agora para mais na frente poder reencontrar todos vocês. A incerteza da minha vida daqui para frente me deixa insegura sobre os passos que dou, mas sei que independente dos resultados que eu obtenha aqui, sempre terei grandes pessoas olhando por mim. Me orgulho de todos vocês! Bjão, irmãozão...

Erikita disse...

Nossa... A Lorena escreveu tudo que estou sentindo...Control c e contro v!!!!...rs. saudade, Marlinzinho...Tu bem sabe...Te amo muito, muito, muito...

a apaixonada Erikita disse...

Hum...vou dizer uma coisa inédita: eu amo esse rapaz!!!!!!! caraca, onde foi que eu aprendi a ser tão melosa?...rs. Culpa do Marling!!!...rs. TE AMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!

Luciano Henrique Joka disse...

Rodrigo , Atualiza isso aqui rsrsr

Abraços e feliz dia das mães , quer dizer fala pra sua mãe...

Eduardo Sartorato disse...

Fala rapaz!! Saudades de vc!! Passa lá no meu blog depois!! ele voltou!! ehehehe!!

abração!!

Lorena Verli disse...

Eu faço coro àqueles que dizem: ATUALIZA!!!!! Bjão, irmãozão!!!

Helen Fernanda disse...

Meu Deus!!! Nunca imaginei que você fosse ficar tão manhoso e dengoso um dia! Ou será que você já era assim e eu não tinha percebido? Você sabe que não entendo muito de gente.