quinta-feira, 15 de dezembro de 2005

Closer. Não está perto demais... Já chegou

É engraçado como somos pegos de surpresa com algumas coisas. And so it is... (e então é...). Hoje me dei conta de que meu estágio está realmente no fim. O que mais me chocou é que estava me preparando psicologicamente para terminá-lo no dia 23, mas descobri que meu contrato estava assinado até dia 15, isto é, não posso continuar nem de graça porque os sistemas da empresa bloqueam meus acessos.

And so it is... mais um desempregado na praça. Sei que a maioria dos leitores deste blog estão passando, irão ou já passaram por isso. É um sentimento muito estranho; nem frustante, nem angustiante, mas estranho. Parece que você perde o chão, porque os horizontes profissionais estão todos embaçados, sem firmeza...

Espero que passe logo, com resultados concretos nos planos que traço para o futuro. Mesmo que considere que a vida profissinal seja somente 50% da realização pessoal, neste momento me permito o luxo de concetrar 80% dos esforços nele. Neste momento só consigo pensar nisso.

Bem, and so it is...

(Parafraseando Fellipe Fernandes: Enquanto escrevia, escutava The Blower's Daughter, tema do filme Closer)


The Blowers Daughter
Damien Rice


And so it is
Just like you said it would be
Life goes easy on me
Most of the time

And so it is
The shorter story
No love, no glory
No hero in her sky
I can't take my eyes of you
I can't take my eyes of you
I can't take my eyes of you
I can't take my eyes of you
I can't take my eyes of you
I can't take my eyes...

And so it is
Just like you said it should be
We'll both forget the breeze
Most of the time

And so it is
The colder water
The blower's daughter
The pupil in denial
I can't take my eyes of you
I can't take my eyes of you
I can't take my eyes of you
I can't take my eyes of you
I can't take my eyes of you
I can't take my eyes...

Did I say that I loathe you?
Did I say that I want to Leave it all behind?

I can't take my mind of you
I can't take my mind of you
I can't take my mind of of you
I can't take my mind of you
I can't take my mind of you I
can't take my mind...
My mind...
my mind...
'Til I find somebody new

8 comentários:

Erikita disse...

30 vezes capa do Samambaia, monitor de rádio, estagiáaaaaaario hiper elogiado do O Popular...Ah, amiguinho, vc sabe que emprego no seu caso é uma questão de tempo. E pouco tempo. Na verdade o tempo que vc quiser esperar! Por isso, nada de mandar currículo pro DM ainda!...hehehe. Deixa eles me chamarem primeiro..hihihi. Brincadeira! Essa musiquinha tá na sua cabeça mesmo, hein? Mas ela é linda demais...BEIJIM!

Anônimo disse...

ei, cara, música perfeita, filme perfeito, pena que foi sua despedida.
vc foi show de bola, fico aqui torcendo pra voltar logo - ou nunca mais, tudo é questão de ponto de vista - e tenho certeza que o "sucesso vai bater na sua porta", kkk.

Hirose

Eduardo Sartorato disse...

Rodrigão, tudo na vida tem começo, meio e fim!! Mas quando termina uma coisa boa, pode estar começando uma melhor ainda!! Você tem talento para conseguir emprego em muitos lugares bons. Fica frio. Mas sair para tomar umas, e trocar umas idéias!!

abração!!

Lorena Verli disse...

And so it is.... Amore, não há o que necessite ser dito sobre o assunto. Você é O Jornalista, mesmo que a gente não fale isso o tempo inteiro (senão você ia ficar com a bola cheia demais). Emprego para você é o que não vai faltar e mais, boto a mão no fogo como você poderá escolher. E, ainda assim, todos os momentos da sua vida irão começar com "And so it is". Té mais, querido. Bjão.

Fellipe Fernandes disse...

oi! meio atrasado, mas eu vim aqui fazer parte do coro: Rodrigones, meu amigo do peito, eu sei das dificuldades, sei dos anseios, mas também sei de você. E ainda não consegui ninguém que consiga aliar uma imagem de sucesso com o sucesso propriamente dito como você faz! A Erika tem razão, vc merece o elodio do Hirose (que chique vc, hein?), o conselho do Dua foi muito pertinente e a Lorena disse uma coisa fundamental. Mas resta a mim tb tentar lhe dar um conforto nessas horas, algo que vc já me deu em todas as vezes em que fui chorar minhas mágoas no seu ombro e lhe pedir orientação. Rodrigo, não se desespere. Mesmo que as coisas enrolem um pouco pra vir, vc não vai ficar desamparado nessa lacuna: sua família te ama, seus amigos te amam, seus contatos profissionais tb! Mesmo que as coisas sejam assim... como são... não há nada que possa desviar o que esse música linda diz. Isto é, todos os que te conhecem não conseguem tirar os olhos de vc e, então, por que seria diferente com as pessoas que estão a procupra de gente como vc???? Pode confiar, as coisas serão like I said they should be... Abraço e força. Estou aqui se vc precisar.

Did disse...

Pois eh Rodrigo... tudo são fazes (não fezes...heheheheh!) e vc acaba de ultrapassar mais uma das muitas que ainda virão! Fico contente por vc e pela sua estranheza... seria mais estranho ainda se vc nao a sentisse!!! Boa sorte no que ha por vir, ok?

Ah... a música ateh q eh boazinha... mas o filme... eita coisinha ruim!!!!
Bjao
Did

Hebert Regis disse...

Bom, iria postar antes. Mas... não consegui. Acho que já te falei tudo o que precisava falar. VC é o Kra. Resumindo. eheeehh. Por onde passo, só escuto elogios sobre a sua pessoa. Abraços.
AH! Se precisar de um assessor de imprensa. Não esquece, OK! Estamos aqui prá isto.

Anônimo disse...

Bem vindo ao mundo dos jornalistas que ralam muito, ganham pouco, mas que se esquecem de tudo quando vêem o seu nominho gravado em uma matéria redondinha!
Helô