sexta-feira, 13 de junho de 2008

Blogar ou não, eis a questão

Apesar de ser jornalista, confesso que sempre tive preguiça de escrever. Como disse certa vez Zuenir Ventura, "não gosto de escrever, gosto de ter escrito". Muito trabalho e outros projetos me fizeram deixar o blog de molho. Estou de volta, reformulado. Este espaço já teve jornalismo, crônica, maledicências, piadas, filosofia de esquina, ingenuidades. Foram textos legais e outros péssimos. Fazendo um balanço, vejo o quanto mudei. Há coisas muito medíocres, mas elas continuarão no arquivo, para testemunharem. O melhor de se fazer um blog é ver como você é mutável. A proposta agora é não ter proposta. Quero escrever o que quiser, quando quiser, sem censura, edição ou pré-julgamento de ninguém; isso já vivo como jornalista. É clichê, mas vá lá: quero mesmo é escrever e ser feliz. Até breve.

Um comentário:

Erika disse...

Que bom que voltou, lindinho! adoro seus textos, suas análises...enfim....rs...eu sou suspeita..ehehehe. Beijos!