domingo, 22 de junho de 2008

Está no vento

Simples e filosófico. “Quantos estradas um homem precisará percorrer, antes que possam chamá-lo de Homem?”. Já pensou o que te faz digno? Qual é o sentido de ser o que é, a escolhas que faz? “Quantos mares uma pombinha branca deverá sobrevoar, antes que possa dormir na areia?”. O que temos feito com nossas vidas?

E “quantas balas de canhão serão atiradas, até que sejam para sempre banidas?”. Fazemos guerras para que mesmo? Petróleo, território, dinheiro? E “quantos anos uma montanha existirá antes que o mar venha e a leve?” Estamos mesmo cuidado do meio-ambiente ou é só marketing pessoal?

“Quanto tempo algumas pessoas continuarão a existir, até que as deixem ser livres?”. Você pensa no ser humano que está ao seu lado em casa, no trabalho, no trânsito? “Quantas vezes um homem pode virar a cara e fingir que não vê?”

“Quantas vezes é preciso que um homem olhe para céu até que realmente o veja?”. A indifereça fere, maltrata, mutila. E “quanto ouvidos um homem deverá ter até que escute o povo chorar de verdade? Quantas mortes haverá até que ele saiba que já morreu gente demais?”.

Sabe responder? Bob Dylan dá uma pista. “A resposta, meu amigo, está soprando no vento!”

Blowing In The Wind
Bob Dylan

How many roads must a man walk down, before they call him a man

How many seas must a white dove sail, before she sleeps in the sand
How many times must the cannonballs fly, before they are forever banned
The answer, my friend, is blowing in the wind
The answer is blowing in the wind

How many years must a mountain exist, before it is washed to the sea

How many years can some people exist, before they're allowed to be free
How many times can a man turn his head, and pretend that he just doesn't see
The answer, my friend, is blowing in the wind
The answer is blowing in the wind

How many times must a man look up, before he can see the sky

How many years must one man have, before he can hear people cry
How many deaths will it take till he knows, that too many people have died
The answer, my friend, is blowing in the wind
The answer is blowing in the wind

Um comentário:

fellipefernandes disse...

Uai, eu nem sabia que tinha voltado a ativa... que bom que voltou! Como sempre, um arraso. Muita saudade de vc, sabia? Me liga de vez em quando! vc tem mais posses que eu...rs Quando vem? Te cuida aí! Abraço